A saúde do seu pet impacta na longevidade?

O sonho de todo tutor amoroso é que seu peludo esteja ao seu lado para sempre. Apesar de sabermos que cães e gatos vivem consideravelmente menos que humanos não significa que eles não possam ter uma vida longa e saudável, com muitos anos de amor para dar!

A expectativa média para a longevidade dos caninos gira em torno de 12 anos. Já para os bichanos, é por volta de 15 anos. Mas ninguém sabe ao certo quanto tempo o seu pet irá viver, e essa estatística geral pode variar de acordo com a raça (o pequinês, por exemplo, pode chegar a ultrapassar os 18!), entre outros fatores.

Mais importante do que qualquer expectativa é garantir que o seu melhor amigo viva bem, com saúde e alegria! E por mais que tendências genéticas (para desenvolver doenças, por exemplo) ou imprevistos não sejam exatamente controláveis, tudo indica (inclusive a ciência!) que uma boa criação pode sim estender a longevidade de cães e gatos.

Conheça agora algumas dicas que separamos para você melhorar a qualidade de vida do seu pet, e quem sabe ajudar na longevidade!

 

Garanta uma alimentação completa e saudável

 

Essa dica não deve ser tão surpreendente, afinal, a alimentação é muito importante no bem-estar de qualquer animal, inclusive os seres humanos! Se você acompanha o blog da Pet Delícia, também já deve ter lido sobre como oferecer refeições saudáveis e equilibradas pode melhorar a saúde do seu peludo!

Ingredientes com antioxidantes, por exemplo, não podem faltar! Eles são cheios de benefícios: combatem radicais livres, possuem efeito anti-inflamatório, cuidam da musculatura, auxiliam processos de desintoxicação e, mais importante, deixam o envelhecimento mais devagar!

Já as calorias e carboidratos não devem aparecer em excesso. Apesar das rações industrializadas oferecerem os ingredientes mínimos para o seu pet se alimentar bem, elas também podem ser ricas nessa dupla – o que pode ser um problema, porque, em excesso, ela pode aumentar muito os níveis de triglicérides, insulina e marcadores inflamatórios, trazendo complicações como obesidade e diabetes.

Por isso, além de ficar atento ao que você oferece ao seu pet para comer, também evite dar comida demais! Uma dieta saudável ajuda seu amigo a viver mais e melhor: estudos indicam que podem até retardar o surgimento de doenças crônicas, aumentando o tempo de vida em cerca de 2 anos!

A Pet Delícia oferece várias receitas saudáveis e deliciosas que são feitas com ingredientes naturais, com muito amor e carinho, pensando na qualidade de vida do seu pet. Confira nosso cardápio!

Fique de olho nas inflamações

 

Excesso de pelo? Tártaro? Gengivite? Mau hálito? Pet muito gordinho?

Apesar dessas situações serem super comuns, é importante ficar atento. Elas podem, aos poucos, sobrecarregar o organismo do seu pet com respostas inflamatórias, o que pode acelerar o processo de envelhecimento e aumentar o risco de doenças crônicas na velhice do animal, como demência, doenças renais, etc.

Então fique tranquilo, porque esses não são problemas graves – mas busque orientação de um profissional para cuidar deles, ok? Isso pode fazer toda a diferença para garantir que seu amigo viva mais – e melhor!

 

Incentive atividades físicas regulares

 

Essa aqui é outra dica nada surpreendente: é claro que se exercitar faz bem! E o mesmo vale para o seu pet: esse estímulo faz bem para o corpo e a mente, além de alegrar os dias dele!

É claro que, conforme os animais envelhecem, é natural que você queira pegar mais leve nas atividades físicas – mas, assim como os idosos humanos, elas ainda são super incentivadas para os peludos (respeitando os limites deles, claro!). Então nada de deixar o seu velhinho dormindo o dia todo, ein?!

O ideal é fazer de forma regular, no mínimo 20 minutos por atividade, 3 vezes por semana. Caminhadas são uma forma simples e boa de fazer isso – aproveite para apresentar novos caminhos, terrenos e cheiros para o seu amigo nesse processo!

 

Faça visitas periódicas ao veterinário

 

É muito importante manter os exames do seu pet em dia. Isso permite que doenças sejam detectadas em estágio inicial, facilitando tratamentos! Esse hábito também ajuda o veterinário a corrigir problemas no organismo do animal antes que eles se tornem graves.

Portanto, visite um especialista pelo menos 1 ou 2 vezes por ano para realizar um check-up. Um médico-veterinário de confiança, que conheça bem o seu peludo, será uma fonte fundamental para te orientar quanto a medicações, alimentação, e todas as coisas que irão garantir uma vida longa e saudável para cães e gatos!

Conheça o seu pet – e se adapte à ele!

 

No final do dia, cada animal é único, então não há um livro de normas certinhas para tutores criarem seus pets do jeito certo. Dessa forma, castração, frequência de vacinas, alimentação, banhos, quais exercícios fazer… tudo isso deve ser pensado de acordo com as necessidades do seu amigo (e do organismo dele!), sempre com a ajuda de um veterinário.

Então a melhor dica para manter seu pet bem e saudável é conhecê-lo! Assim, você estará sempre atento a comportamentos diferentes, que podem alertar para problemas, evitará excessos e, também, poderá desenvolver um jeitinho especial para agradá-lo, só de vocês dois, único da sua relação! Não há ingrediente melhor do que amor para garantir uma longa parceria.

Para saber mais sobre longevidade de cães e gatos, cheque o texto do Cachorro Verde, que foi a nossa referência nessa postagem. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *