Cuidados com os Pets nas festas de fim de ano

Com a chegada de dezembro, todo mundo fica animado para o fim do ano (mesmo em 2020, que vai exigir mais cuidado na hora de se reunir). Mas, se você tem um pet e planeja fazer uma pequena reunião, precisa comemorar com atenção, porque essas celebrações podem não ser tão divertidas para eles quanto são para nós: elas costumam trazer várias situações de risco para a saúde dos animais, enchendo as clínicas veterinárias com atendimentos de emergência.

Então antes de estourar o champanhe ou servir a ceia, certifique-se de tomar os cuidados especiais que você vai ver a seguir!

 

Atenção ao contexto: o que fazer em viagens ou com a casa cheia?

 

A maioria das pessoas não costuma passar o Natal ou Réveillon sozinhas – e, dentro do possível, querem dar um jeitinho de celebrar essas datas com seus amigos e familiares. 

Se esse for seu caso, fique atento: muita agitação, pessoas novas ou barulho fora do normal podem causar um grande estresse para os bichinhos (especialmente os gatos). 

Em grandes eventos, ou diante de pessoas desconhecidas, até os animais mais dóceis podem ficar ariscos (principalmente com as crianças, que podem querer abraçar e brincar com o peludo).

Por isso, se a pequena reunião for acontecer na sua casa, observe o comportamento do seu pet, fazendo o possível para mantê-lo tranquilo e confortável; se necessário, rechear um brinquedo com Pet Delícia pode ajudar ele a se distrair e não ficar agitado com a movimentação de pessoas.

Day Cares e creches são ótimas opções se você tiver planos de viajar nas celebrações de final de ano (caso não tenha mesmo como levar o peludo). São opções recreativas e divertidas para o seu Pet aproveitar com outros Pets durante a sua ausência.

Mas se levar o seu amigo para viajar for uma opção, nós temos um post aqui no blog com dicas para garantir que vocês dois possam aproveitar em segurança! (Link)

 

E na hora da ceia…

 

 

Muito difícil resistir àquela carinha de pidão que o seu peludo faz na hora da ceia, não é? Mas, mesmo sendo de quebrar o coração, é importante que você evite dar pedaços de comida nas refeições de fim de ano, pelo bem dele.

Isso porque intoxicação alimentar é um dos principais problemas que enchem os prontos-socorros nessa época. O chocolate, tão presente nas sobremesas, é um dos alimentos mais tóxicos para os bichinhos. Além disso, restos de aves com ossos podem causar outros danos à saúde, como perfurações de órgãos internos vitais. 

Se você quiser incluir seu amigo na comemoração de uma forma que não arrisque a saúde dele, a Pet Delícia oferece diversas opções de comidas deliciosas para “juntar a fome e a vontade de comer” do seu peludo!

Além disso, é importante estar atento às bebidas alcoólicas, para que, na euforia da virada, ninguém deixe um copo cheio em algum lugar de fácil acesso ao seu companheiro. O álcool é absorvido e metabolizado muito mais rápido pelo organismo dos animais, o que pode causar náuseas e vômitos, problemas respiratórios, e até coma.

 

Fogos de artifício: bonitos para você, assustadores para eles

Quando se fala de pets e cuidados de final de ano, os fogos provavelmente são o assunto mais comentado. Você já deve ter escutado alguém falando sobre como o alto barulho desses “shows no céu” provoca imenso pânico nos animais. Alguns donos até se preocupam com o coração dos seus peludos, e o risco de um ataque cardíaco.

Felizmente, infartos não costumam aparecer nessas situações. Na verdade, uma das principais causas de visitas emergenciais aos veterinários são acidentes, como um animal assustado saltar de um muro ou se atirar pela janela em busca de fuga. 

Essas reações podem acontecer porque os bichinhos – cachorros, em especial – têm uma sensibilidade e incômodo maiores em relação ao barulho, causados pela audição avançada. Por isso, é recomendado que você fique próximo do seu amigo durante a queima de fogos. Se necessário, coloque um pouco de algodão em seus ouvidos (para amenizar o som), ou separe um cantinho especial, como uma cabaninha, para que ele possa se esconder. Faça o que for necessário para que ele se sinta mais tranquilo, e seu pet ficará bem! 

Além disso, certifique-se de que portas, portões ou janelas com passagem estejam inacessíveis para o animal; e, mesmo tomando cuidado, é bom colocar uma plaquinha de identificação com nome e telefone de contato presa à coleira, para caso ele consiga fugir.

 

No natal, tome cuidado com embrulhos e enfeites

 

É comum decorarmos nossas casas com árvores de natal e enfeites no final de ano. Mas fique atento: objetos decorativos podem ser alvo fácil de atenção, e até parecer brinquedos para o seu amigo. Nesse caso, ele pode acabar engolindo algo que o machuque!

Lâmpadas pisca-pisca também podem causar problemas: a fiação dessas belas luzinhas podem oferecer o risco de choque elétrico, queimaduras e até problemas mais sérios de saúde para cães e gatos.

Por isso, quando for decorar a sua casa, certifique-se de manter os enfeites longe do alcance do seu pet, ok? Assim, você pode criar um ambiente bonito sem criar riscos para o bichinho! 

Mas, é claro, certifique-se de estar sempre atento, mesmo com as precauções – isso vale também na hora de desembrulhar presentes: é importante guardar ou jogar fora os papéis, fitas e embalagens antes que o seu amigo engula algo.

 

E já que estamos falando disso, é importante lembrar que pets não são presentes. Presentear alguém com um cão ou gato pode ser um belo gesto, mas deve ser pensado antes, pois é um compromisso para toda uma vida. Só tome essa decisão com o consentimento do futuro dono e sua família ciente, e não deixe de pesquisar sobre perfis de pets, cuidados, chegada e integração, ok?

Boas festas – para você e o seu amigo!

 

As reuniões de fim de ano podem estressar nossos bichinhos, e na tentativa de acalmá-los podemos acabar piorando a situação: dar muita comida e água do horário dos fogos, por exemplo, parece ser uma boa alternativa para acalmar o seu pet, mas esse excesso – somado ao estresse – pode causar reações físicas perigosas para ele. Outra “solução precipitada” são os calmantes, que aplicados sem a orientação de um veterinário podem fazer muito mal.

Portanto, na hora de celebrar, foque nas dicas que passamos aqui, e no que o seu veterinário de confiança recomendar. E não deixe de ouvir seu peludo: ele provavelmente te dirá o que precisa quando não estiver confortável! 

Apesar de exigir atenção, é super possível garantir que o final de ano seja agradável para você e o seu pet. Agora que você já sabe dos cuidados, é só celebrar (sem deixar a atenção de lado!). A Pet Delícia deseja boas festas para você e seu companheiro de quatro patas. Até 2021!

 

Comments

  1. Estimula uso racional de água de boa qualidade.

  2. Sempre é bom acrescentar algo a mais para enriquecer, aquilo que é importante é útil para com nossos pets…trocar idéias sobre o comportamento, observar parea que se consiga fazer o melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *